• Dr. Alexandre Ferreira

Como deve ser o rastreamento em mulheres com alto risco de câncer de mama?

RASTREAMENTO DAS MULHERES DE ALTO RISCO PARA CÂNCER DE MAMA

Mamografia • Mulheres com mutação dos genes BRCA1 ou BRCA2, ou com parentes de 1° grau com mutação provada, devem realizar o rastreamento anual com mamografia a partir dos 30 anos de idade (categoria B);

Mulheres com risco ≥ 20% ao longo da vida, calculado por um dos modelos matemáticos baseados na história familiar, devem realizar rastreamento anual com mamografia iniciando 10 anos antes da idade do diagnóstico do parente mais jovem (não antes dos 30 anos) (categoria B);

Mulheres com história de terem sido submetidas a irradiação no tórax entre os 10 e 30

anos de idade devem realizar rastreamento anual com mamografia a partir do 8° ano após o tratamento radioterápico (não antes dos 30 anos) (categoria C);

Mulheres com diagnóstico de síndromes genéticas que aumentam o risco de câncer de mama (como Li-Fraumeni, Cowden e outras) ou parentes de 1° grau acometidos devem realizar rastreamento anual com mamografia a partir do diagnóstico (não antes dos 30 anos) (categoria D); Urban LABD et al. / Recomendações para rastreamento do câncer de mama por imagem 246 Radiol Bras. 2017 Jul/Ago;50(4):244–249

Mulheres com história pessoal de hiperplasia lobular atípica, carcinoma lobular in situ, hiperplasia ductal atípica, carcinoma ductal in situ e carcinoma invasor de mama devem realizar rastreamento anual com mamografia a partir do diagnóstico (categoria C);


Lembrem-se que estas indicações podem mudar ao passar do tempo. Sempre se converse com seu médico de confiança.


#imagemmed #cancerdemama #ultrassom #mama #prevenção #dralexandreferreira #cancer


3 visualizações